top of page
Buscar

ABS Brasil revela os finalistas do concurso de melhor Sommelier do país em 2022

Luís Otavio Álvares Cruz, Renato Rodrigues Brasil e Wallace Gonçalves Neves disputarão o título em evento no Rio Grande do Sul


No dia 5 de novembro, a partir das 9 horas, o Brasil poderá conhecer quem é o melhor Sommelier do país em 2022. Na oportunidade, a Associação Brasileira de Sommeliers (ABS) promoverá o concurso com o apoio da seccional gaúcha da entidade, pois pela primeira o Rio Grande do Sul sediará o evento nessa modalidade. A disputa ocorrerá no Spa do Vinho, condomínio vitivinícola localizado no Vale dos Vinhedos, primeira Denominação de Origem brasileira. Em 2012, a Capital Nacional do Vinho já tinha acolhido o concurso Pan-Americano. O evento deste ano será transmitido ao vivo pelo canal do YouTube da ABS-RS. A data também coincide com a realização da Avaliação Nacional de Vinhos (ANV), promovida pela Associação Brasileira de Enologia (ABE).


Luís Otavio Álvares Cruz, sommelier do Hotel Emiliano, é um dos finalistas, juntamente com Renato Rodrigues Brasil e Wallace Gonçalves Neves.



Luís Otavio Álvares Cruz - Crédito: Divulgação ABS Brasil
Luís Otavio Álvares Cruz - Crédito: Divulgação ABS Brasil

Brasil tem experiência na área de ciência e tecnologia de alimentos, com ênfase em análise sensorial de vinhos e tecnologia das bebidas. Já Neves atuou como sommelier executivo no Sheraton Rio Hotel e Resort. Atualmente presta consultoria no segmento de vinhos.






Renato Rodrigues Brasil - Crédito: Divulgação ABS Brasil
Renato Rodrigues Brasil - Crédito: Divulgação ABS Brasil

Os candidatos foram selecionados em uma prova teórica onde 19 participantes das regionais de Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo participaram.




Wallace Gonçalves Neves - Crédito: Divulgação ABS Brasil
Wallace Gonçalves Neves - Crédito: Divulgação ABS Brasil

“Nosso corpo didático preparou as questões, as mesmas foram enviadas com trinta minutos de antecedência para cada regional onde aconteciam essas provas e ela teve a duração de uma hora e meia. Os responsáveis pela aplicação dos testes tiveram 15 minutos para devolverem as provas já preenchidas pelos candidatos. Elas foram escaneadas e enviadas para a ABS-RS, que é a organizadora desse concurso nacional de Sommeliers, que as corrigiu”, detalha Danio Braga, presidente da ABS Brasil e seu fundador, em 1983.


Desde sua fundação, a ABS Brasil e suas representações estaduais são filiadas à Association de la Sommellerie Internationale (ASI). Com sede em Paris, a ASI é a principal representante mundial desses profissionais. Institucionalmente, cabe à ABS organizar, periodicamente, concursos para a certificação de profissionais, tanto a nível regional como a nível Brasil, esse último o máximo reconhecimento que um Sommelier pode alcançar no país. Esses concursos seguem rigorosamente a metodologia utilizada internacionalmente pela ASI.


Agora, na prova prática do mês que vem os finalistas terão de indicar, por exemplo, quais são determinadas bebidas servidas às cegas ou mesmo encontrar erros em uma carta, além de apresentarem o serviço formal do vinho. “Neste ano pela primeira vez saímos do Rio e São Paulo e vamos novamente para o Rio do Grande do Sul para entronizar o campeão que representará o Brasil no próximo concurso Pan-Americano de 2024. O nosso representante para 2023 já foi escolhido. É o Renato Neves, um Sommelier profissional carioca, que representará as cores verde e amarela em Paris em fevereiro do próximo ano”, antecipa Danio.


“A regional gaúcha da ABS muito se orgulha de sediar o concurso. Espero que a iniciativa inspire outras seccionais a fazerem o mesmo, pois a aderência ao teste teórico demonstrou que a profissão tem conquistado relevância e que os profissionais estão fazendo questão de, também, testarem suas habilidades práticas e teóricas, algo muito salutar para o desenvolvimento de toda uma cadeia produtiva”, sustenta Júlio César Kunz, presidente da ABS-RS. “Fico muito lisonjeado e parabenizo a ABS-RS e a todas as demais regionais que se prontificaram a fazer essa prova teórica tão importante e tão significativa. Também espero que a partir desta edição outras capitais possam se interessar em sediar o concurso do melhor Sommelier do Brasil”, projeta Danio.



Comments


LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA

Frame (2).png
bottom of page