top of page
Buscar

Por que os vinhos passam por madeira?

Conheça os métodos e benefícios desta técnica



Quem nunca se perguntou porque os vinhos passam por madeira e quais são os métodos e benefícios dessa técnica? Neste artigo respondo essas dúvidas. Esse também foi o tema que tratei em um dos episódios do Bella (você pode rever o vídeo ao final deste post).


A primeira razão pela qual os vinhos passam por madeira está no aporte de aromas e sabores que ela [no caso o carvalho, o mais comum de ser utilizado] passa para o vinho. São aromas bem pronunciados e fáceis de identificar, como especiarias, baunilha, coco e os aromas próprios da madeira. Se o vinho teve contato com a madeira dentro de um tanque de inox, onde não teve um aporte de oxigênio controlado, apenas por meio de chips ou aduelas, quer dizer que o aporte será apenas de aromas e sabores. Nesse caso, poderá constar no rótulo desse vinho passagem por madeira ou passagem por carvalho.


Mas se ficou maturando dentro de barricas de carvalho, esse vinho passou por um processo de micro-oxigenação, podendo ter uma estabilidade maior de cor e o amaciamento dos taninos, melhorando a textura do vinho. Nesse caso, a descrição do rótulo pode ser que tenha alguma frase que conste passagem por barrica ou recipiente de madeira. Em resumo, o vinho que passa por madeira pode ter aporte de aromas e sabores. No entanto, se a bebida passar dentro de uma barrica de carvalho ou alguma introdução controlada de oxigênio, ela também passa por esse processo de micro-oxigenação podendo ter uma estabilidade maior de cor e amaciamento dos taninos melhorando a textura desse vinho.


Como se nota, há uma diferença entre ter contato com madeira, seja ela alternativa, ou maturação ou estágio em barrica de carvalho. Isso influencia no resultado final e no custo que a vinícola terá em fazer esse produto. É importante destacar que essa passagem por madeira não diz respeito à qualidade dos vinhos, pois alguns ganham e outros perdem com esse processo. É uma decisão do enólogo e que o consumidor deve levar em conta apenas o produto final para escolher esse ou aquele vinho a tomar. Mas sabemos que vinhos com características de madeira podem agradar o paladar de muitas pessoas e ser importante para alguns consumidores.



Sobre a autora: Patrícia Binz é diretora de marketing da ABS-RS. Apaixonada pelo mundo dos vinhos e da gastronomia, Patrícia Binz é formada em Nutrição pela Universidade de Caxias do Sul, atua na área de consultoria no ramo alimentício há 10 anos e há quatro anos na docência de cursos em Gastronomia e Vinhos. É food hunter da plataforma “Destemperados”, e wine hunter para restaurantes e eventos. Possui especialização em Gestão de Marcas e o título de mestre em Turismo e Hospitalidade, também pela Universidade de Caxias do Sul. É formada na área de vinhos, sendo nível 3 Wine & Spirits Education Trust e Sommelier Profissional pela Associação Brasileira de Sommelier-RS, além de cursos de extensão diversos em bebidas e participação e organização de eventos. Atualmente é consultora e docente em cursos de vinhos. Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em segurança de alimentos e sustentabilidade nos serviços alimentares. Atua em eventos e experiências enogastronômicas.

コメント


LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA TAMBÉM LEIA

Frame (2).png
bottom of page